segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Hora do "orgulho gordo" ?!?!?!?!?!?!

Ai se essa moda pega!
Concordo em protestar contra o preconceito, "masssss" só queria saber onde entra a preocupação com a saúde.
Vejam matéria na íntegra:
Uma ótima semana a todas (os)

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

RECEITAS PARA O FINAL DE SEMANA

Mais um fim de semana imprevisível. A previsão do tempo diz que chove, mas não é isso que está parecendo lá fora. Com chuva ou não sempre é gostoso reunir as crianças na cozinha e preparar o lanche do dia. Estou postando algumas receitas saudáveis e nutritivas, vamos lá?

BOLO COLORIDO
Ingredientes:
- 3 ovos inteiros
- 2 xícaras (chá) de beterraba
- 1 xícara (chá) de cenoura
- 2 laranjas sem semente e sem casca
- 1/2 xícara (chá) de óleo
- 3 xícaras (chá) de açúcar
- 3 xícaras (chá) de farinha de trigo
- 1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo de preparo:
Bata no liquidificador os ovos, a beterraba, a cenoura, as laranjas e o óleo. Numa tigela à parte coloque o açúcar, a farinha e o fermento e adicione a mistura obtida no liquidificador. Misture bem.
Coloque essa mistura numa assadeira de buraco no meio untada e enfarinhada. Asse em forno médio pré-aquecido.

MILK SHAKE DE OVOMALTINE
Ingredientes:
- 5 bolas de sorvete de creme
- 3 xícaras (chá) de leite gelado
- Ovomaltine

Modo de preparo:
Bata no mixer ou liquidificador o sorvete e o leite gelado. Transfira para um copo e acrescente um pouco de ovomaltine, misture e sirva imediatamente.

BEIJINHO DE CENOURA
Ingredientes:
- 1kg de cenoura
- 1 coco para ralar
- 1 lata de leite condensado
- 2 latas de açúcar
- coco ralada para enrolar

Modo de preparo:
Rale a cenoura e o coco em ralo bem fino. Leve ao fogo junto com o leite condensado e o açúcar e mexa até desprender do fundo da panela. Coloque num recipiente untado com margarina, deixe esfriar, faça bolinhas e passe no coco ralado. Sirva em forminhas próprias para beijinho.

Tenham um ótimo final de semana!


quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Educação Nutricional

Tudo começou nos tempos de faculdade! Me encantei com a Educação Nutricional Infantil e trabalhar com essa área fantástica me faz ter certeza que esse é o caminho para um futuro com menor índice de Doenças Crônicas Não Transmissíveis como Diabetes, Colesterol elevado, entre outras.
Hoje é um dia muito feliz. Penúltima aula do ano e chegou o grande dia de avaliar na prática se as aulas foram absorvidas por eles. Numa sala de 18 alunos começo perguntando sobre o almoço, o que cada um deles comeu. Para minha surpresa no comentário de 17 crianças havia a ingestão de salada (alface, tomate, brócolis, pepino, cenoura, abobrinha, etc) na hora do almoço. Logo após foram realizadas algumas dinâmicas para fixação da importância de consumir diariamente verduras, legumes e frutas. Finalmente a hora mais esperada da aula: HORA DO LANCHE!
Começo a entregar a eles a bandeja com salada do palhaço feliz. Ouço as mais diversas frases: "Tia, não quero", "Hummmm, saladaaaa!", "Tia, não gosto", tia só vou querer a cenoura", tia tá temperado?"...
Segue abaixo as fotos com o resultado da aula, elas falam por si:



Resumo da aula: salada do palhaço feliz (alface, cenoura, pimentão, milho, tomate e azeitona), crianças comendo, pratinho vazio e o pedido deles: "Tiaaaa, na próxima aula traz salada de novo?"
Combinado!!!!

domingo, 31 de maio de 2009

RECEITAS SAUDÁVEIS E SABOROSAS

Toda vez que você oferece brócolis, cenoura, couve-flor, quiabo e outros legumes para as crianças tem que ouvir "eu não vou comer isso, eu não gosto disso" ou mesmo ver eles fazendo cara feia diante de tanta comida colorida. Seus problemas acabaram! Saiba que variar o cardápio, o modo de preparar os alimentos pode ser um atrativo para os pequenos. Vamos tentar?

Hamburguer do fundo do mar
Ingredientes:
2 filés de badejo (200g)
1 fatia de pão de forma
1 colher (sopa) de farinha de rosca
1 colher (sobremesa) de cebola ralada
1 colher (chá) de cheiro verde
1 dente de alho pequeno espremido
Sal a gosto

Modo de Preparo:
Junte todos os ingredientes e processe. Faça 2 hamburgueres e grelhe em frigideira antiaderente até dourar. (2 porções)

Refogado à chinesa
Ingredientes:
300g de contra-filé ou alcatra cortado em tiras
1 colher de margarina light
1/2 cebola cortada em tiras
1 pimentão vermelho cortado em tiras
1 abobrinha cortada em fatias finas
1 cenoura cortada em fatias finas
1 colher (sopa) de shoyu
1 colher (sopa) de cheiro verde

Modo de preparo:
Numa panela grande derreta a margarina light e doure a cebola e a carne. Acrescente os outros ingredientes e refogue em fogo baixo mexendo sempre. Desligue a panela e tampe. Deixe descansar por 10 minutos para amolecer os vegetais. (4 porções)

Creminho de abacate e abacaxi
Ingredientes:
1 abacate grande
1 fatia de abacaxi
1/2 pote de iogurte natural
1 colher cheia (sopa) de açúcar mascavo

Modo de preparo:
Processe ou liquidifique os ingredientes até obter um creme. Corrija a quantidade de açúcar mascavo se necessário. Sirva imediatamente. (4 porções)

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Algumas mentiras e verdades da alimentação infantil


Dieta vegetariana é saudável para crianças?

Não. Criança precisa ingerir carne vermelha, pois é uma fonte muito importante de ferro, zinco proteína e gordura. A dieta vegetariana deixará a criança deficiente em nutrientes podendo interferir no seu crescimento e desenvolvimento.

Suco de beterraba acaba com anemia?

Mentira! Muitas pessoas costumam assimilar a cor da beterraba com o sangue. Uma xícara de beterraba ralada possui em média 0,8mg de ferro. Enquanto a necessidade de uma criança anêmica gira em torno de 5mg por quilo de peso corporal. Um bife de fígado (100g) tem aproximadamente 10mg de ferro, um bife de boi (100g) 4,2mg de ferro. Contra anemia a carne vermelha é a melhor opção. É rica em ferro-heme (forma que o ferro é melhor absorvido pelo nosso corpo), diferente do ferro não-heme encontrado nos vegetais. Para potencializar a absorção de ferro, acompanhe a carne com uma fonte de vitamina C, pode ser um suco ou uma fruta (laranja, mexerica, mamão, acerola, kiwi, entre outros).


Crianças de qualquer idade podem comer peixe cru e frutos do mar?

Não. Pois eles representam risco elevado de intoxicação alimentar e alergias. Após os 2 anos de idade pode-se introduzir em pouca quantidade e com muito cuidado. Para prevenir o melhor é cozinhar ou assar bem para diminuir o risco. Mas se mesmo assim houver preferência pelo peixe cru verifique se o estabelecimento possui certificado sanitário, que garante a procedência do peixe. Se o peixe em questão for o salmão verifique se foi previamente congelado para evitar a difilobotríase (sintomas: náuseas, vômitos e dores abdominais).


Substituir o leite de vaca pelo de soja é a opção mais saudável?

Nem sempre. O leite de vaca é melhor por ser fonte de cálcio, mineral necessário para a manutenção dos ossos e para outras funções em nosso corpo. O leite de soja é uma boa opção para ser utilizado por crianças com intolerância à lactose ou alergia à proteína do leite (caseína). Em caso de dúvida consulte um nutricionista, que saberá orientar o melhor leite para seu filho.

Crianças podem consumir produtos diet e light?

Não. Devem ser evitados por pessoas que não possuem alguma patologia que exija o consumo destes alimentos (hipertensão, diabetes, entre outros), Até hoje não sabemos o efeito que os componentes dos adoçantes podem causar com o consumo prolongado, mas por serem artificiais o ideal é não oferecê-los para crianças.


Posso fazer gemada para meu filho?

Não. O consumo de ovo cru pode ser prejudicial a saúde. Se estiver contaminado com a bactéria Salmonela, pode causar náuseas, vômitos, diarréias e até mesmo levar a morte. Para consumir ovo tranquilamente o ideal é cozinhá-lo ou fritá-lo até a gema ficar dura.

Alimentos com textura firme e em pedaços devem ser oferecidos às crianças?

Sim, esses alimentos estimulam a mastigação, fortalecem os músculos, facilita a fala e faz com que a criança se acostume ao sabor real dos alimentos. O ideal não é bater os alimentos no liquidificador quando estiver introduzindo a alimentação complementar para o bebê, e sim passá-los pela peneira ou amassá-los com o garfo. Conforme a criança tiver dentes ofereça alimentos em pequenos pedaços, alimentos crus como cenoura, pêra, maçã, etc.


Os macarrões instantâneos podem ser consumidos com freqüência?

Não. O ideal é evitar esses tipos de macarrões. O condimento que acompanha a massa possui alta quantidade de sódio, que eleva a pressão arterial e retém líquido no organismo. Também possui glutamato monossódico que alguns estudos sugerem interferência no crescimento e desenvolvimento. Então o ideal é consumir de vez em quando.

É importante consumir leite fermentado?

Sim. Pois contém lactobacilos vivos que colonizam a nossa flora intestinal impedindo que bactérias nocivas atuem no intestino. Se a criança apresentar diarréia é importante oferecer leite fermentado, pois além de diminuir o tempo de duração desta eles protegem as paredes intestinais.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Alimentos Diet e Light



Em épocas que a mídia impõe um padrão de beleza "magro", muitas pessoas modificam a alimentação optando  pelo consumo de alimentos Diet ou Light objetivando atingir esse padrão! Na maioria das vezes irreal, afinal temos de respeitar nosso biotipo e principalmente nossa saúde! Você sabe qual a diferença de alimentos Diet e Light e por que não devem ser ofertado para crianças que não possuam patologias?

Alimentos Diet:
Muitas pessoas pensam que alimento Diet é aquele que não contém açúcar! Esse é um dos maiores mitos em relação aos alimentos dietéticos. Um produto para ser considerado diet é porque houve a retirada total de algum nutriente (pode ser açúcar, sódio, gordura ou proteína, por exemplo). Os produtos Diet se dirigem a públicos específicos com patologias (Diabetes e hipertensos, por exemplo).

Alimentos Light:
Produtos light são aqueles cujo valor energético (calorias) ou conteúdo de algum nutriente (açúcares, gordura, sódio, etc.) é baixo ou reduzido em pelo menos 25% quando comparado ao produto na sua apresentação normal. Ou seja, assim como ocorre com os dietéticos, os nutrientes restringidos nos produtos light podem ser vários. Só que, nesse caso, ocorre uma redução em relação ao original, e não necessariamente uma retirada total.

Atualmente as crianças crescem vendo os pais utilizando adoçantes no café, suco, preparações, tomando leite desnatado, refrigerante 0 ou diet ou light. Geralmente ela levará esses hábitos pra adolescência e idade adulta, e o pior é que normalmente não tem necessidade. Isso se torna preocupante a partir do momento que falamos em CRIANÇAS! Afinal elas estão em fase de crescimento. Precisam de gordura para absorver vitaminas, para formar estruturas, como pele, cabelos, entre outras. Existem estudos que indicam que o consumo de alimentos a base de adoçantes interferem no crescimento e desenvolvimento da criança, pois eles possuem substâncias como o ciclamato, sacarina e aspartato, contra-indicados para o consumo destas. Não sabemos ao certo quais os efeitos do consumo desses produtos a longo prazo, então o recomendado é restringir o consumo desses alimentos.
Agora, se o seu filho possui algum tipo de patologia como diabetes, dislipidemias, entre outros, é recomendado consultar uma nutricionista para melhor orientação sobre quantidades e tipos de produtos a serem utilizados. No caso de crianças obesas, o melhor caminho é a reeducação alimentar, onde será orientado a seguir uma dieta equilibrada e receberá orientações, como diminuir o consumo de doces e açúcar da alimentação infantil. O melhor é incentivar o consumo de frutas ao natural, leite integral adoçado apenas com o achocolatado, entre outros.
Recentemente a ANVISA reduziu a quantidade máxima da sacarina e do ciclamato em bebidas e alimentos e aprovou o consumo de três substâncias novas – a taumatina, o eritrol e o neotame, adoçantes já aprovados por outros organismos de saúde.
Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Dietéticos e para Fins Especiais (ABIAD), os produtos diet e light mais consumidos no Brasil são: sucos, refrigerantes, pães, sobremesas lácteas, biscoitos, leites longa vida, margarinas, sorvetes, maioneses, cremes de leite, requeijões e geléias.
O melhor caminho é a informação! Procure um profissional e tire suas dúvidas. 


segunda-feira, 11 de maio de 2009

Obesidade infantil - vamos reagir!


A obesidade infantil é cada vez mais preocupante e crescente em todo o mundo. Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), existem hoje cerca de 17,6 milhões de crianças obesas com idade inferior a cinco anos em todo o mundo. E estima-se que no Brasil cerca de 15% das crianças estão com algum grau de obesidade. E o pior, em muitos casos a obesidade está associada a quadros de desnutrição. Desnutrição? Simmmm, tanto crianças como adultos obesos podem estar desnutridos, pois consomem abusivamente alimentos altamente calóricos e sem valor nutricional.

O excesso de peso afeta a vida social da criança, a pressão arterial, os níveis sanguíneos de colesterol, ácido úrico, triglicérides, glicose, entre outros. Também é a principal causa de diabetes tipo 2, que infelizmente não tem cura. 

É cada vez mais comuns casos de crianças que desenvolvem a diabetes tipo 2 antes da idade adulta, pois o organismo foi exposto tantas vezes a quantidades exageradas de glicose (ingeridos na forma de carboidratos e açúcares) que o corpo perde a capacidade de metabolizá-la. Sendo necessário tomar medicamentos o resto da vida.

A Educação Alimentar deve ser iniciada desde o nascimento com o aleitamento, depois na fase de introdução da alimentação complementar, procurando combinações de alimentos saudáveis e daí por diante, estimular hábitos saudáveis por toda a vida.

Todos os dias nossos filhos são bombardeados com propagandas de fast-foods, a cantina da escola não colabora, os amiguinhos influenciam. Não importa! Temos que dar o exemplo dentro de casa comendo alimentos nutritivos e ensinando as crianças a se alimentarem de forma saudável.

Se a cantina vende alimentos calóricos e pouco nutritivos, vamos levar o lanche de casa. Ele é fundamental e a criança não pode ficar sem comer, afinal eles correm, brincam, jogam bola, estudam e precisam de energia para executar todas essas atividades.

Os pais são os maiores responsáveis por tudo isso! Estimule seus filhos a ter hábitos saudáveis de vida. Se estiver fora de seu controle, procure ajuda de profissionais qualificados que saberão orientar.

Dicas:

Leve lanche de casa

- Para beber suco natural ou iogurte;

- Faça sanduíches com pães integrais, queijo branco, presunto magro, peito de peru ou frango desfiado, verduras, cenoura ou beterraba crua raladas, varie os alimentos;

- Biscoitos doces ou salgados integrais são uma boa opção;

- Bolos caseiros (evite recheios ou coberturas);

- Sempre coloque uma fruta ou parte dela, podendo ser na forma de salada de frutas;

- Refrigerantes, salgadinhos, bolachas recheadas, doces ou chocolates somente uma vez por semana (esses alimentos são pobres em nutrientes, mas seu filho tem vontade e não pode ser excluído do convívio social);

Obs.: os lanches devem ser acondicionados em recipientes verdadeiramente térmicos.

Dica: O ideal é a escola possuir geladeiras a disposição dos alunos para acondicionarem os lanches trazidos de casa que necessitam refrigeração (iogurtes, leite fermentados, gelatinas, frutas, queijos, entre outros) até o momento do intervalo. Convença a escola do seu filho sobre essa necessidade. Afinal lanches mal acondicionados podem causar sérias intoxicações alimentares.

Na cantina

- É importante que os pais conheçam as opções oferecidas pela cantina para orientar seus filhos na escolha do lanche. Se a criança estiver acima do peso opte por levar o lanche de casa e deixe que consuma 1 vez por semana na cantina, mas sob sua orientação;

- Se a cantina é informatizada e possui tickets para compra antecipada, pré-autorize os alimentos que seu filho pode consumir;

- Dar preferência aos sucos naturais ou industrializados em caixinhas, evitar o consumo de refrigerantes;

- Se consumir salgados, dar preferência para os assados, tipo esfiha, pão de batata, pão de queijo, entre outros.

Alimentação oferecida pela escola

- Procure saber se há um nutricionista responsável pelo cardápio;

- Avise a escola caso o seu filho tenha alguma alergia ou intolerância alimentar ou esteja em processo de controle de peso;

- Avalie a oferta de verduras e frutas do cardápio;

- Envie sugestões para a escola, assim eles podem melhorar a qualidade das refeições.

Sugestão de cardápio:

Segunda-feira
1 caixinha de achocolatado,1 bisnaguinha com requeijão,1 maçã

Terça-feira
1 caixinha de suco,1 sanduíche (2 fatias de pão de forma, 1 fatia de queijo branco, 2 fatias de peito de peru e alface picado), 1 ameixa vermelha

Quarta-feira
1 garrafinha de leite fermentado,1 fatia de bolo de cenoura,1 pêra

Quinta-feira
1 caixinha de suco, 3 biscoitos salagado integrais, 1 queijo processado

Sexta-feira
1 caixinha de água de coco,1 bisnaguinha com 1 fatia de presunto magro, 1 goiaba

Receitas para começar bem a semana

Olá! Uma nova semana começando e agora é a hora de mudanças. Vamos começar hoje a melhorar nossa alimentação e de nossos filhos. Comece levando-os as compras e pedindo para que lhe ajude a escolher os alimentos. Hora de ir pra cozinha. Hoje trouxe para vocês receitas saborosas, saudáveis e práticas para você e seus filhos colocarem as mãos na massa. Tenham todos uma ótima semana!

Almôndegas de frango
500g de peito de frango sem osso e sem pele, cozido e desfiado
1 dente de alho amassado
1/2 ceboal picadinha
1 pão frânces amanhecido
1 ovo
2 colheres (sopa) de cebolinha e salsa picadas
Sal (quantidade moderada)
1 pitada de orégano
1 pitada de pimenta do reino branca

Preparo:
Em um recipiente fundo misture todos os ingredientes amassando bem com as mãos (as crianças podem fazer isso). Molde bolinhas. Acomode-as numa assadeira com grelha (assim a gordura escorrerá enquanto assa) e leve ao forno com temperatura em torno de 180 graus. Quando estiverem douradas, retire do forno e sirva com "arroz fantasia" e "salada da hora" (ver receitas abaixo). (Rende 6 porções)

Arroz fantasia
1 colher (sobremesa) de óleo de canola
1 cebola pequena picada
1 dente de alho amassado
1 xícara (chá) de arroz integral
1 cenoura cortada em cubos pequenos
100g de vagem picada
100g de ervilha fresca
1 espiga de milho verde (retirar os grãos)
sal (pouca quantidade)
1 colher (sopa) de salsinha picada

Preparo:
Aqueça o óleo numa panela e doure a cebola e o alho. Junte o arroz e refogue mais um pouco. Adicione duas xícaras de água morna. Tampe e deixe cozinhar em fogo baixo. Quando a água estiver reduzida pela metade, junte a cenoura, a vagem, a ervilha e o milho e o sal. Tampe e deixe cozinhar até o arroz e os vegetais ficarem macios. Se necessário adicione mais água. Antes de servir polvilhar a salsa picada por cima. (Rende de 6 a 8 porções)

Salada da hora
quanto baste de alface
quanto baste de rúcula
2 tomates maduros picados
1 fio de azeite de oliva extra-virgem
suco de limão a gosto para temperar
quanto baste de sal

Preparo:
Acomode os ingredientes numa saladeira e por cima coloque o azeite, limão e o sal. Mexa e sirva em seguida.

Tigela tropical
6 morangos picados
1/2 manga picada
1 fatia média de melão picado
1 fatia média de melancia picada
8 uvas rubi cortadas ao meio
1 maçã picada
1 pote de iogurte natural desnatado
1 colher (sopa) de mel
1 colher (sopa) de aveia em flocos finos

Preparo:
Lave bem as frutas e higienize-as deixando de molho em água com hipoclorito (para cada 1 litro - 10 gotas de hipoclorito). Corte as frutas em pedaços ou boleie-as com o auxílio de boleador de legumes (encontado em lojas de 1,99). Pingue algumas gotas de limão para não escurecer as frutas, junte a aveia e misture tudo. Reserve. 
Para o preparo do molho misture o iogurte natural desnatado om o mel.
Sirva as frutas em uma tigela bem bonita e acomode o molho em outro recipiente. Mergulhe cada pedacinho de fruta no molho e saboreie essa receita vitaminada. (Rende 2 porções)


sábado, 9 de maio de 2009

REFRIGERANTES -> Pense bem antes de dar a seus filhos


Todo mundo já está cansado de saber que de alguma forma refrigerante faz mal pra saúde, seja pelo excesso de açúcar ou adoçantes artificais, corantes, flavorizantes, conservantes entre muitas outras substâncias nocivas a nossa saúde. Quando consumidos em excesso impedem o aproveitamento de nutrientes pelo nosso organismo, causam cáries, aumentam os riscos de obesidade, diabetes, são ingeridos no lugar de alimentos realmente saudáveis, etc, etc, etc.

Para reforçar essa luta contra o consumo exagerado de refrigerantes, a Pro- test analisou 24 tipos de refrigerantes e encontraram benzeno e corantes associados a alergias e hiperatividade em crianças. Entre outras substâncias nocivas. 

Pense bem antes de dar refrigerante aos seus filhos!

Leia a seguir a matéria na íntegra, publicada na Folha Online em 5 de maio de 2009:


Sete refrigerantes têm substância cancerígena, revela pesquisa

FLÁVIA MANTOVANI
da 
Folha de S.Paulo


Em uma pesquisa com 24 refrigerantes, a Pro Teste --Associação Brasileira de Defesa do Consumidor-- verificou que 7 têm benzeno, substância potencialmente cancerígena. O benzeno surge da reação de um conservante, o benzoato de sódio, com a vitamina C. Como não há regra para a quantidade do composto

 em refrigerantes, usou-se o limite para água potável: 5 microgramas por litro.

Os casos mais preocupantes foram o da Sukita Zero, que tinha 20 microgramas, e o da Fanta Light, com 7,5

 microgramas. Os outros cinco produtos estavam abaixo desse limite. São eles: Dolly Guaraná, Dolly Guaraná Diet, Fanta Laranja, Sprite Zero e Sukita.

Fernanda Ribeiro, técnica da Pro Teste, diz que é difícil estudar a relação direta entre o benzeno e o câncer em humanos, mas que já se sabe que a substância tem alto potencial carcinogênico e que, se consumida regularmente, pode favorecer tumores. "Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), não há limite seguro para ingestão

 dessa substância", diz.

A química Arline Abel Arcuri, pesquisadora da Fundacentro (Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e

 Medicina do Trabalho) e integrante da Comissão Nacional Permanente do Benzeno, diz que o composto vem sendo relacionado especialmente a leucemias e, mais recentemente, também ao linfoma.

O fato de entrar em contato com o benzeno não significa necessariamente que a pessoa vá ter câncer --há organismos mais e menos suscetíveis. "Mas não somos um tubo de ensaio para saber se resistimos ou não, e não há limites seguros de tolerância. O ideal, então, é não consumir", diz Arcuri.

O benzeno está presente no ambiente, decorrente principalmente da fumaça do cigarro e da queima de combustível. Na indústria, é matéria-prima de produtos como detergente, borracha sintética e náilon.

Nesse caso, não contamina o consumidor por se transformar em outros compostos. A principal preocupação é proteger o trabalhador da indústria.

O efeito do benzeno é lento, mas, quanto maior o tempo de exposição e a quantidade do composto, maior a probabilidade de desenvolver o tumor.

Editoria de Arte/Folha Imagem

Adoçantes e corantes

A pesquisa da Pro Teste encontrou, ainda, adoçantes na versão tradicional do Grapette, não informados no rótulo. O problema é maior no caso de crianças, que devem ingerir menos adoçantes.

Foram reprovados outros seis produtos [Fanta Laranja, Fanta Laranja Light, Grapette, Grapette Diet, Sukita e Sukita Zero] que tinham os corantes amarelo crepúsculo --que, segundo estudos, favorece a hiperatividade infantil-- e amarelo tartrazina --com alto potencial alergênico. "O amarelo crepúsculo já foi proibido na Europa. E muitas crianças têm alergia a alguns alimentos e, depois, descobre-se que o problema é o amarelo tartrazina", diz Ribeiro.

Os corantes são aprovados no Brasil, mas, para a Pro Teste, as empresas deveriam substituí-los por outros que não sejam problemáticos, assim como no caso do ácido benzoico. "É um problema fácil de ser resolvido", diz Ribeiro.

Outro lado

A Coca-Cola, responsável pela Fanta, afirmou, em nota, que cumpre a lei e que os corantes de bebidas são descritos no rótulo. Afirma, ainda, que o benzeno está presente em alimentos e bebidas em níveis muito baixos.

A AmBev, que fabrica a Sukita, informou que trabalha "sob os mais rígidos padrões de qualidade e em total atendimento à legislação brasileira".

Cláudio Rodrigues, gerente-geral da Refrigerantes Pakera, que fabrica o Grapette, diz que a bebida tradicional pode ter sido contaminada por adoçantes porque as duas versões são feitas na mesma máquina. "Os tanques são lavados, mas pode ter ficado resíduo de adoçante no lote testado."

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Livros sobre nutrição para crianças

Olá pessoal! Hoje a dica é sobre livros para os pequenos (as). Muitas mães me perguntam sobre livros de nutrição específicos para crianças, vou listar aqui alguns que gosto muito e minha filha também aprova. Lembrando sempre que os livros são direcionados aos pequenos, mas qdo preparar as receitas é muito importante ter acompanhamento de um adulto para as tarefas mais perigosas, como manejo de facas, forno e fogão. 
Segue dicas:


Charlie e Lola - Eu nunca na vida comerei tomate: Personagens muito presentes na nossa vida ultimamente! Esse livro aborda de uma maneira muito engraçada problemas que todas as mães passam em casa, se não passaram ainda irão passar. Mas o irmão Charlie muito esperto conseguiu contornar a situação. 
Um ótimo livro para ter em casa!







40 receitas sem fogão - Dona Benta: Excelente ferramenta para soltar a imaginação na cozinha com as crianças. Receitas de sopas diferentes, sanduíches, saladas, petiscos, sobremesas, entre outros. Todas muito apetitosas e leves. E além de tudo priorizam frutas, verduras e legumes. Podem ser preparadas pelas próprias crianças.







Brincando com os alimentos: Através de histórias as autoras conseguem passar conceitos básicos sobre alimentação saudável. É um excelente livro trabalhado com muito carinho e que realmente consegue despertar a consciência da importância de uma boa alimentação. Cada história é acompanhada de uma receita.




Juju na cozinha da Carlota: Contém 29 receitas de doces, salgados e bebidas. Todas com passo-a-passo ilustrado. Também alerta sobre utensílios perigosos, uso de forno e fogão e curiosidades sobre os pratos, como seu país de origem.




domingo, 3 de maio de 2009

Alimentação complementar a partir dos 6 meses de vida: O que eu devo saber?


Esqueça definitivamente aquela história de sopa! O que é muito comum quando ocorre a introdução da alimentação complementar ao leite materno a partir dos 6 meses de vida. Desde o início essa alimentação deve ser espessa e oferecida de colher. Começar com a consistência pastosa (papas/purês), nunca líquida, e gradativamente aumentar a consistência até chegar à alimentação da família.

O que a mamãe deve saber?
  • Que no início da alimentação complementar os alimentos devem ser bem cozidos em pouca água e preparados especialmente especialmente para a criança;
  • Que esses alimentos após bem cozidos podem ser amassados diretamente no prato com o auxílio de um garfo (ficará com aspecto pastoso - papa/purê). Não há necessidade de liquidificar, nem passar na peneira. Alimentos liquidificados não estimulam a mastigação, e nessa fase as crianças estão aprendendo a distinguir a consistência, cor e sabor dos alimentos;
  • Que quanto mais espessa e consistente a alimentação, maior densidade energética do que alimentações dilúidas em muita água (caldos e sopas);
  • Que aos 6 meses de vida a gengiva da criança está pronta para triturar os alimentos e essa alimentação espessa auxiliará a função de lateralização da língua para jogar os alimentos de um lado para o outro e estimulará a mastigação;
  • Que aos 8 meses de vida, a criança que foi estimulada com papas espessas a partir dos 6 meses aceitará com facilidade a alimentação da família como o arroz, o feijão, carnes cozidas (desde que amassados ou desfiados e não tenham sido preparadas com condimentos fortes ou picantes);
  • Que a primeira papa salgada a partir dos 6 meses deve ser oferecida na hora do almoço e a partir dos 7 ou 8 meses ofercer uma segunda papa salgada no jantar;
  • Procure sempre variar a alimentação, oferecendo alimentos diferentes ao longo do dia, consequentemente de cores e sabores variados, isso assegura que a criança está recebendo nutrientes variados e necessários ao crescimento saudável.

Exemplo de papa para crianças a partir de 6 meses de idade:


Papa de carne moída, fubá e espinafre

Ingredientes:

2 colheres (sopa) de carne moída crua

1 colher (chá) de óleo de soja

1 colher (chá) de cebola ralada

4 colheres (sopa) de fubá

4 folhas de espinafre picadinho

1 colher (café) rasa de sal

 Modo de preparo:

Numa panela pequena, refogue a cebola e a carne no óleo. Acrescente dois copos de água (400 a 500 ml) e o fubá. Deixar cozinhar , sem parar de mexer, até que o caldo fique encorpado. Juntar o espinafre picado e cozinhar por mais 4 minutos em fogo brando.


Papa de mandioquinha, cenoura e frango

Ingredientes:

2 colheres (sopa) de peito de frango picadinho

1 colher (chá) de óleo de soja

1 colher (chá) de cebola ralada

2 mandioquinhas (tbm conhecida por batata baroa) médias

1 cenoura pequena

1 colher (café) rasa de sal

 Modo de preparo:

Numa panela pequena, refogue a cebola e o frango no óleo. Acrescente a mandioquinha e a cenoura picadas, o sal e dois copos de água (400 a 500ml). Tampe a panela e deixe cozinhar até amaciar e estar quase sem água. Se preciso for, acrescente mais água para que os alimentos fiquem bem macios.

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Como prevenir a gripe através da alimentação?


Outono já chegou e logo o inverno estará aí, com eles também chega uma velha e temida inimiga: A GRIPE. Nariz escorrendo, tosse, febre, dores de cabeça e garganta, perda do paladar e olfato, fraqueza, entre outros sintomas. 

Mas como escapar desses transtornos? Pois nesse período frio sempre estamos mais próximos das pessoas, muitas vezes em ambientes fechados com ar quente ligado, o que facilita a propagação do vírus suspenso no ambiente.

Afastar essa inimiga é quase impossível, mas seguindo alguns conselhos podemos nos preparar para enfrentá-la! As baixas temperaturas e a deficiência do sistema imunológico, apontados como principais causadores da gripe, podem ser driblados com alguns cuidados que incluem hábitos saudáveis de vida.

 

O QUE É A GRIPE ?

A gripe é uma infecção respiratória altamente contagiosa causada por vírus, sendo que o mais comum é conhecido pela ciência com o nome de "influenza". Esse vírus é um especialista na arte de mudar de identidade. De três em três anos, ele modifica sua estrutura protéica e acaba deixando os nossos anticorpos totalmente confusos. Vários vírus da gripe já foram identificados, mas infelizmente, desenvolver imunidade para um determinado tipo de vírus não nos protege dos demais. Por isso, cada temporada de gripe é diferente e é por este motivo que constantemente são produzidas novas vacinas contra os tipos predominantes dos vírus existentes.

 

COMO A ALIMENTAÇÃO PODE AJUDAR?

Uma boa alimentação pode ajudar a prevenir gripes e resfriados. Mas se o seu filho já está com os sintomas, alimentá-lo bem pode encurtar a duração e tratar os sintomas da gripe. A alimentação saudável fortalece o sistema imunológico e cria defesas orgânicas para combater o vírus: frutas, verduras, legumes, grãos (cereais e leguminosas), carnes magras, peixes e aves sem pele, ovos, leite e derivados, de preferência com pouca gordura, é a alimentação recomendada.

Um prato saudável, nutritivo e que pode ajudar na recuperação dos pequenos nos dias frios é a famosa canja de galinha, muito receitada pelas nossas avós em casos de gripe, resfriados e outras infecções respiratórias. Há tempos já se sabe que líquidos quentes ajudam na expectoração, pois colaboram para aumentar o movimento dos cílios pulmonares e, por conseqüência, do muco. Recentemente descobriu-se que a temperatura não é a única responsável pela ação benéfica da canja. Um aminoácido chamado cisteína, liberado quando a carne de galinha é cozida, tem a capacidade de agir sobre o muco, tornando-o menos espesso. A cisteína agiria da mesma forma que a acetilcisteína, um princípio ativo usado na formulação de medicamentos para descongestionar os pulmões.

Quanto à vitamina C, a ciência ainda não conseguiu provar que megadoses dessa vitamina são capazes de prevenir e curar os resfriados. Entretanto, sabe-se que ela tem um efeito positivo e ajuda a reduzir os sintomas. Por isso, use e abuse de frutas ricas nessa vitamina como a acerola, laranja, tangerina, limão, entre outras.

 

DICAS PARA FUGIR DA GRIPE

J  Estimular seu filho a ter hábitos alimentares saudáveis;

J  Estimular o consumo de líquidos, principalmente água. A água deixa os cílios pulmonares mais fortes e amolece o muco, facilitando o trabalho desses cílios;

J  Não administrar descongestionantes, anti-inflamatórios ou xaropes sem consultar um médico;

J  As crianças devem ser vacinadas de preferência no início do outono, no período de março a maio

E por último: repouso, também é um ótimo remédio.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Receitas saudáveis para os pequenos

Rotineiramente em minhas aulas de educação nutricional quando o assunto é vegetais, não é difícil ouvir a palavra ECAAAAA!!! Mas com jeitinho, persistência e uma boa apresentação dos alimentos, é possível conseguir fazer com que eles provem e ainda ouvir um: HUUUUMMM Q DELÍCIA TIA, EU QUERO MAIS!
Hoje estou postando duas receitas que fizeram muito sucesso com os pequenos na aula e depois o sucesso foi repetido num piquenique no colégio da minha filha, a qual chegou dizendo: Mãe, os meus amiguinhos "detonaram" os lanchinhos.A primeira receita é um lanchinho natural. Onde o maior atrativo é o formato (já fiz de ursinho, flor e agora coração), obtido com o auxílio de cortadores de alimentos que podem ser encontrados em lojas de utensílios domésticos ou mesmo em lojas de 1,99.
A segunda receita é uma barquinha de legumes (daquelas utilizadas em festas).

Segue receitas:

Sanduíche Natural 
Ingredientes:
Fatias de pão de forma sem casca
Fatias de presunto sem capa de gorduraFatias de queijo tipo mussarela
Maionese (neste caso utilizei a light sabor tomate seco para dar um sabor especial)
Cenoura crua ralada
Alface crua picado

Preparo:
Cortar as fatias de pão, o presunto e a mussarela em formatos divertidos. Passar a maionese em uma parte de pão, colocar a cenoura ralada, a alface, o presunto, o queijo e terminar com outra parte de pão. Sirva para as crianças acompanhados de suco natural de frutas.

Barquinhas coloridas
Barquinhas de trigo (encontradas prontas em padarias ou supermercados)
Salada:
Cenoura cozida cortada em cubos
Milho verde cozido
Creme de brócolis:
1/2 unidade de brócolis cozido picado
1 colher (sopa) de cebola picada
1 dente de alho picado
1 colher (sobremesa) de trigo
1 colher (sobremesa) de margarina
1 xícara (chá) de leite desnatado
1 colher (sopa) de cheiro verde picado
1 pitada de sal

Preparo:
Salada:

Tempere a cenoura cozida com o milho, utilizando um fio de azeite e sal. Reserve
Creme de brócolis:
Numa panela antiaderente coloque a margarina para aquecer, doure a cebola, o alho e o trigo. Adicione o leite aos poucos e deixe engrossar. Junte o brócolis, o cheiro verde e o sal. Reserve.
Monte as barquinhas colocando no fundo a salada de cenoura e milho e por cima o creme de brócolis ainda morno. Sirva em seguida acompanhado de suco natural de frutas.

BOM APETITE!!!!