segunda-feira, 11 de maio de 2009

Obesidade infantil - vamos reagir!


A obesidade infantil é cada vez mais preocupante e crescente em todo o mundo. Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), existem hoje cerca de 17,6 milhões de crianças obesas com idade inferior a cinco anos em todo o mundo. E estima-se que no Brasil cerca de 15% das crianças estão com algum grau de obesidade. E o pior, em muitos casos a obesidade está associada a quadros de desnutrição. Desnutrição? Simmmm, tanto crianças como adultos obesos podem estar desnutridos, pois consomem abusivamente alimentos altamente calóricos e sem valor nutricional.

O excesso de peso afeta a vida social da criança, a pressão arterial, os níveis sanguíneos de colesterol, ácido úrico, triglicérides, glicose, entre outros. Também é a principal causa de diabetes tipo 2, que infelizmente não tem cura. 

É cada vez mais comuns casos de crianças que desenvolvem a diabetes tipo 2 antes da idade adulta, pois o organismo foi exposto tantas vezes a quantidades exageradas de glicose (ingeridos na forma de carboidratos e açúcares) que o corpo perde a capacidade de metabolizá-la. Sendo necessário tomar medicamentos o resto da vida.

A Educação Alimentar deve ser iniciada desde o nascimento com o aleitamento, depois na fase de introdução da alimentação complementar, procurando combinações de alimentos saudáveis e daí por diante, estimular hábitos saudáveis por toda a vida.

Todos os dias nossos filhos são bombardeados com propagandas de fast-foods, a cantina da escola não colabora, os amiguinhos influenciam. Não importa! Temos que dar o exemplo dentro de casa comendo alimentos nutritivos e ensinando as crianças a se alimentarem de forma saudável.

Se a cantina vende alimentos calóricos e pouco nutritivos, vamos levar o lanche de casa. Ele é fundamental e a criança não pode ficar sem comer, afinal eles correm, brincam, jogam bola, estudam e precisam de energia para executar todas essas atividades.

Os pais são os maiores responsáveis por tudo isso! Estimule seus filhos a ter hábitos saudáveis de vida. Se estiver fora de seu controle, procure ajuda de profissionais qualificados que saberão orientar.

Dicas:

Leve lanche de casa

- Para beber suco natural ou iogurte;

- Faça sanduíches com pães integrais, queijo branco, presunto magro, peito de peru ou frango desfiado, verduras, cenoura ou beterraba crua raladas, varie os alimentos;

- Biscoitos doces ou salgados integrais são uma boa opção;

- Bolos caseiros (evite recheios ou coberturas);

- Sempre coloque uma fruta ou parte dela, podendo ser na forma de salada de frutas;

- Refrigerantes, salgadinhos, bolachas recheadas, doces ou chocolates somente uma vez por semana (esses alimentos são pobres em nutrientes, mas seu filho tem vontade e não pode ser excluído do convívio social);

Obs.: os lanches devem ser acondicionados em recipientes verdadeiramente térmicos.

Dica: O ideal é a escola possuir geladeiras a disposição dos alunos para acondicionarem os lanches trazidos de casa que necessitam refrigeração (iogurtes, leite fermentados, gelatinas, frutas, queijos, entre outros) até o momento do intervalo. Convença a escola do seu filho sobre essa necessidade. Afinal lanches mal acondicionados podem causar sérias intoxicações alimentares.

Na cantina

- É importante que os pais conheçam as opções oferecidas pela cantina para orientar seus filhos na escolha do lanche. Se a criança estiver acima do peso opte por levar o lanche de casa e deixe que consuma 1 vez por semana na cantina, mas sob sua orientação;

- Se a cantina é informatizada e possui tickets para compra antecipada, pré-autorize os alimentos que seu filho pode consumir;

- Dar preferência aos sucos naturais ou industrializados em caixinhas, evitar o consumo de refrigerantes;

- Se consumir salgados, dar preferência para os assados, tipo esfiha, pão de batata, pão de queijo, entre outros.

Alimentação oferecida pela escola

- Procure saber se há um nutricionista responsável pelo cardápio;

- Avise a escola caso o seu filho tenha alguma alergia ou intolerância alimentar ou esteja em processo de controle de peso;

- Avalie a oferta de verduras e frutas do cardápio;

- Envie sugestões para a escola, assim eles podem melhorar a qualidade das refeições.

Sugestão de cardápio:

Segunda-feira
1 caixinha de achocolatado,1 bisnaguinha com requeijão,1 maçã

Terça-feira
1 caixinha de suco,1 sanduíche (2 fatias de pão de forma, 1 fatia de queijo branco, 2 fatias de peito de peru e alface picado), 1 ameixa vermelha

Quarta-feira
1 garrafinha de leite fermentado,1 fatia de bolo de cenoura,1 pêra

Quinta-feira
1 caixinha de suco, 3 biscoitos salagado integrais, 1 queijo processado

Sexta-feira
1 caixinha de água de coco,1 bisnaguinha com 1 fatia de presunto magro, 1 goiaba

2 comentários:

webmasterweb2.0 disse...

Tenho navegado na Internet em vários blogs e sites sobre obesidade infantil, e este chamou-me a

atenção. Gostei especialmente da imagem do seu site/blog, bastante profissional e organizado.
Por isso, desde já os meus sinceros parabéns.

Convido-o desde já a visitar-nos em http://www.obesidadeinfantil.org/ e, caso goste do conteúdo e
considera-o pertinente, por favor pondere em adicionar um link no seu blog onde e como considerar mais

útil para os seus leitores, ou utilize o seguinte código:

Obesidade Infantil

Julgo que o nosso site complementa bastante bem o conteúdo do seu blog. Caso necessite de mais alguma

informação, por favor não hesite em contactar-nos!

webmasterweb2.0@gmail.com

Fernanda da Silva - Nutricionista disse...

Obrigada pela visita e pelos elogios. Desculpem a demora, mas tive alguns problemas que me afastaram da net. Estou entrando em contato com vcs.